DESABRIGADOS

Como deve ser difícil viver em situação de rua, o desabrigo, a exposição às intempéries climáticas e violências das ruas.




Mas não são desses aspectos físicos que quero falar, quero falar da sensação de desabrigo de si mesmo, da soltura e desatino do ser e do existir.


Os limites nos contornam como existência, se os rios não tivessem margem ou leito, o que seria rio?


Nossa pele epiderme, é o mais fora que nosso corpo possa estar, é a película que nos cerca da imensidão do universo e por onde passa as sensações e são percebidos alguns sentidos táticos como toque, frio, calor, dor e prazer.


Mas e quanto a nosso emocional?


Como montar guarda, como abrigar, cercar e proteger?


Um caminho é se conhecer, perceber a angústia, perceber o que incomoda, ouvir a voz interna. São tantos barulho que nem sempre ouvimos a pessoa mais importa que somos nós mesmos. Percebo que na terapia as pessoas começam a investir energia em si mesmas, vindo semanalmente, ficando cinquenta minutos, pensando e falando sobre si.


No começo nem sempre é fácil, mas com o tempo a maioria das pessoas vão ficando habilitadas em ouvir a si mesmas.


Ao se conhecer melhor, pode ser inauguradas novas maneiras de viver, e sentido de propriedade, ou de se apropriar de si. Causando quem sabe um sentimento de abrigo de segurança.


O maior desafio nos dias de hoje é o tempo, quase todos que me procuram estão imensamente atarefados ou desorganizados a ponto de não terem tempo de se dar tempo. Mas a medida que a pessoa faz um movimento de ir à terapia, o leque de opções vai se abrindo e muita gente entra em um estado perceptivo de equilíbrio, com mais serenidade na resolução de problemas, menos agressividade diante as frustrações, maior enfrentamento dos conflitos e desobstrução de caminhos.


Em você está sua morada, seu corpo e mente abrigados em você mesmo, então tal como os edifícios, às vezes se faz necessário reformas ou construção de novos cômodos; cude as fendas, das rachaduras, das goteiras; cuide de você, fale de você, procure ajuda se for preciso!


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo